Compartilhar é se importar!

Fundado em abril de 2009, o programa Minha Casa, Minha Vida se caracteriza como uma iniciativa do Governo Federal com intuito de promover uma moradia digna para as famílias que vivem no país, seja uma habitação urbana ou rural. O programa, desde seu lançamento, já entregou mais de 1 milhão de casas, o que de fato tem ajudado milhares de cidadãos alcançarem o sonho da casa própria.

Com uma série de parcerias com empresas, estados e municípios, o programa é composto por duas modalidades, voltado tanto para famílias que procuram por habitação urbana e rural, mas para que o cidadão tenha chance de se beneficiar do mesmo, é preciso seguir alguns pré-requisitos previstos na  Lei 11.977/2009.

Leia esse artigo e aprenda como funciona programa Minha Casa, Minha Vida.

 

Milhares de brasileiros e estrangeiros (que se mudaram para o Brasil) vivem em situações precárias, principalmente no que se diz respeito a sua “acomodação”, com habitações que tendem colocar a sua integridade física e mental em risco. Diante desse cenário, contar com um programa que tem como objetivo facilitar o acesso a casa própria pode ser interessante, como o Minha Casa, Minha Vida.

Caracterizado como um programa que beneficia o cidadão, ele já forneceu mais de 1 milhão de casas para famílias que atendem aos pré-requisitos, dentre eles um limite de renda que varia de acordo com o tipo de habitação procurada, ou inclusive com a região em que a pessoa reside – Sul, Sudeste, Nordeste e outros.

Esse programa Minha Casa, Minha Vida pode funcionar de diferentes maneiras e justamente por contar com dois grupos, sendo o de habitação urbana e o para habitação rural. Dessa forma, os requisitos para se inscrever no programa varia com a habitação que a pessoa busca, e aliás, o processo de solicitação também pode variar de acordo com o grupo escolhido – sendo preciso ter muita atenção.

Entretanto, um passo específico passa a ser padrão em ambos “grupos”, que é o processo de inscrição inicial. A inscrição deve ser realizada em alguma entidade organizadora e inclusive, ela poderá ser iniciada na prefeitura do seu município.

 

Programa Minha Casa, Minha Vida – Habitação Urbana

Essa modalidade do programa funciona a partir da renda da família, que precisa ser ou de até R$ 1.800 por mês, ou então R$ 2.600, R$ 4.000 e R$ 7.000. Com a classificação de renda é possível obter subsídios diversos e além disso, ter mais facilidades no pagamento de valores em questão para adquirir/reformar a casa.

A partir disso, se a renda da familiar não ultrapassa o valor de R$ 7.000 se torna possível se cadastrar no programa e começar a procurar por uma habitação que seja urbana, ou no caso reformar a sua casa própria e até terminar a construção – mas, em todas as opções é preciso que o “serviço” desejado não ultrapasse os valores que são determinados no programa, a serem investidos em cada região.

Por exemplo, para a região metropolitana de São Paulo, no Rio de Janeiro ou no Distrito Federal, o valor fornecido pelo programa passa a ser de até R$ 225 mil – esse valor pode ser alterado conforme a inflação ou mudanças neste programa.

 

Programa Minha Casa, Minha Vida – Habitação Rural

Para a modalidade de habitação rural o processo passa a similar. Entretanto, há um perfil específico de cidadão que o programa atende, como os trabalhadores rurais e agricultores familiar. Além disso, é preciso que ambos perfis tenham um limite de renda para que assim, tenham a chance de se beneficiar no programa.

Nessa modalidade a renda mensal pode ser de até R$ 17.000, R$ 33.000 ou R$ 78.000, porém os pré-requisitos se tornam mais rigorosos, tendo que realizar a apresentação de certos documentos, como apresentar a Declaração de Aptidão ao Pronaf – DAP que comprove condição de agricultor familiar e qual sua renda.

 

Se ainda ficou com dúvidas: acesse os demais conteúdos sobre o minha casa minha vida do nosso blog ou procure entidades organizadoras para esclarecê-las.

Compartilhar é se importar!

Participe da discussão

11 comentários

  1. queria saber p que eu faço, pq meu nome saiu no reserva do habitacional ebenezer mas no diario oficial não sai informação nenhuma e estou com medo de perder essa oportunidade
    onde devo ir? o que devo levar? já tenho minha documentação completa inclusive o espelho do meu nins

  2. Eu gostaria de saber quando é como posso garantir a minha inscrição,pois já me escrevi por 2 vezes em 2009 e 2012 e não consegui ganhar minha casa ,sou Mãe solteira estou desempregada e preciso urgentemente o nome está na lista depois sumiu

  3. Com eu fácil para eu consegue minha e minha vida eu não tenho casa para mora não trabalho com fácil para eu conseguir uma aluguel social só ganho o bolsa familia tenho quatro filhos

  4. Bom dia!
    Como faco para conseguir a casa própria no Brasil? moro no exterior e daqui há uns 7 anos vou ter um beneficio a aposentadoria por velhice.
    Quais sao os documentos necessários para eu me inscrever e quais eu posso comprovar a minha renda?
    Sejam quais forem eu terei que mandar traduzir para o idioma português e reconhecer firma aonde? na embaixada do Brasil aqui ou ai no Brasil?
    Os anos passam rápido e como demora para a maior parte das pessoas terem uma casa por esse programa até lá já terei a minha pensao por velhice.
    Já que nao trabalho agora e vivo com uma pequena renda do meu marido que é estrangeiro. Ele tem 72 anos tem uma renda mínima do governo para nós dois, está aposentado há anos por problemas de saúde.
    Nao temos condicoes de comprar nenhum teto aqui na Europa.
    Aguardo resposta.

    Atenciosamente
    Lu

  5. Gente por favor eu preciso queria isso porque a minha cozinha Ela tá toda quebrada meu marido Tenta arrumar e não consegue eu vou fazer 60 esse ano e assim eu tô com dificuldade para escrever em minhas pernas dói bastante meu marido fala que vai arrumar e não vai e não e acaba não arrumando né e meu sonho é participar disso e ganhar mas também né Vamos torcer agora rezar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *